segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Resenha: 4 Princípios para Ter Crédito com Deus

era um homem íntegro e reto, temente a D'us, e desvia-se do mal. Quem já não ouviu a frase "paciência de Jó"? O livro de Jó é, cronologicamente, considerado o livro mais antigo da Bíblia. Ela narra que, certo dia, os anjos compareceram perante o Senhor, e, entre eles, estava também Satanás. Teve início, então, um diálogo entre eles, que culminou em uma das maiores, se não a maior história de fé e perseverança em D'us já vivida até hoje por um ser humano.

"4 Princípios para Ter Crédito com Deus" analisa essa história do ponto de vista teológico e, principalmente, humano. Jó foi um homem real, com problemas e preocupações reais, um poderoso e rico latifundiário que, em um só dia, perdeu gado, camelos, empregados e, o pior de tudo, seus sete filhos e suas três filhas. O Pastor Rinaldi César Digilio analisa a dura trajetória de Jó e extrai dela, em um texto ricamente ilustrado, em forma de pregação, "os quatro princípios": integridade, retidão, temor a D'us, e desviar-se do mal.

Ter integridade é ser íntegro, ou seja, ser "inteiro, completo"... e não se perder pelo caminho, mantendo-se fiel a seus próprios princípios. Em Jó 1:22 nós lemos que "Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma."

Ter retidão é ser reto, é andar em linha reta, sem se desviar do caminho, sem se desviar do alvo. É não se afastar da presença de D'us, trocando-a pelas coisas que o mundo oferece. É combater o bom combate e guardar a fé, como disse Paulo.

Ter temor a D'us é considerá-lo como o centro de nossas vidas, como peça principal de nosso ser, como autoridade sobre as nossas vidas. O ateu e o incrédulo não consideram a D'us como autoridade; porque o ateu sequer acredita na existência dEle, e o incrédulo, muitas vezes até acredita que exista um D'us, mas não quer nenhum compromisso com Ele.

Desviar-se do mal é fugir da tentação, é olhar para o outro lado, é evitar aquilo que sabemos que irá nos fazer cair, porque somos fracos, assim como fez José quando fugiu da mulher de Potifar, que queria adulterar como ele (Gn 39.7-12). Jó se desviava do mal, por isso, o mal não nasceu em seu coração, ele não blasfemou contra o Senhor, e permaneceu firme.

Os amigos de Jó (amigos da onça???), que vieram consolá-lo, disseram que ele estava naquela situação por causa do pecado e que D'us o estava provando para moldá-lo, purificá-lo, justificá-lo... mas eles não podiam enxergar que Jó tinha crédito com D'us, tanto que Satanás só pôde tocar nele porque o próprio D'us o havia autorizado. O Senhor, porém, não permitiu que Satanás lhe tirasse a vida.

E D'us o livrou do cativeiro de Satanás e o restituiu em dobro quando ele orou pelos seus a amigos.

"4 Princípios para Ter Crédito com Deus" mostra como Jó alcançou um grande crescimento espiritual depois de ter passado por essa grande provação. Ele não não mais conhecia a D'us "de ouvir falar, mas por andar com Ele". E como, sendo íntegro, reto, temente a D'us e desviando-se do mal, podem vir as lutas, podem vir a provações, mas sempre vai valer a pena.


Título: 4 Princípios para Ter Crédito com Deus
Autor: Rinadi César Digilio
Editora: Ministério Geração 34
Páginas: 60
Onde Comprar: www.portaligrejaquadrangular.com.br

Exemplar gentilmente cedido pelo autor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leu? Gostou? Tem críticas? Sugestões? Por favor, deixe um comentário!!!

Postar um comentário